31
Jan
10

Nordkapp… Ilhas Lofoten… o regresso…

As 48 horas de estacionamento estavam esgotadas. O objectivo tinha sido  completamente conseguido. Estavamos felizes e foi com essa felicidade estampada no rosto, que abandonámos o Nordkapp pelas 9 horas do dia 24 de Junho. Iniciávamos neste momento o regresso, e, por consequência, a segunda parte da viagem, com a visita à Suécia e Dinamarca.

Iniciámos a descida para Honningsvåg, numa manhã esplenderosa o que nos compensou da subida complicada pelo nevoeiro 48 horas antes! Foi-nos então possivel ver uma paisagem linda, com os alces a pastar pelas encostas, o que nos maravilhou! 

Entrámos na E-6  direcção Bjerkvik, pois era ai que se entrava na E-10 que nos levaria ás ilhas  Hinnøya,  Austvågøya, e Flakstadøya, vulgo Lofoten.

Os quilometros já eram muitos e pernoitámos numa área em Bogen, estupenda, todo o apoio para a caracoleta, água em abundancia, que permitiu um banho à pobrezita, pois já não sabia o que isso era há muito tempo! De manhã, lá fomos para a primeira das ilhas: Hinnøya. Lødingen, Sortland e Melbu foram locais visitados e de ferry, entrámos na Austvågøya, onde visitámos locais como Svolvaer, Kabelvåg, Henningsvær (a Veneza do norte) e entrámos na ilha mais pequena, a Flakstadøya direcção a Moskenes, onde apanhariamos um ferry que nos levaria a Bodo, no continente, após 4 horas a navegar no mar do norte. (viagem um pouco turbulenta).

Uma última paragem em Roros para visitar a cidade e as minas de cobre sendo este o nosso último acto na Noruega, pois, entrámos na Suécia por Särna com o objectivo de chegar a Estocolmo, cidade que neste momento era a nossa prioridade. Estocolmo é uma cidade maravilhosa, impinada num conjunto de ilhas interligadas entre si. Aí permanecemos algum tempo, porque o tempo não espera por nós e passa, passa sem que nos apercebamos de tal! Deixámos esta cidade maravilhosa e rumámos a Copenhgue na Dinamarca uma cidade antiga, não tão bela, no nosso entender, mas, com uma cultura muito própria, que a leva a manter-se no seio das capitais Europeias.

De Copenhague partimos para a ultima visita desta viagem: Colónia uma cidade fantástica, mas, no nosso entender, um pouco mal tratada.Deixámos Colónia e regressámos a casa: Tinhamos um compromisso com a nossa neta Mariana “a festa dos seus anos”. Tudo é muito bonito, fantástico, mas, a nossa casa é o nosso ninho e é sempre muito bom regressar!

Nesta sintese, como é compreensivel, não pormenorizámos as visitas a museus, parques, pequenas cidades, nem a permanência nesses espaços, no entanto, a todos os interessados nos colocamos à disposição para informar e esclarecer. Não se coibam de questionar!

A viagem em números

Dias de viagem………….63 / Quilometros percorridos ………. 14.969 dos quais – 93.8 em tuneis – 181.6 em ferrys.

Gasólio consumido  1.452.92 € – Portagens (tuneis, pontes, auto estradas e estradas turisticas) 213.72€ – Ferrys 283.31 € – Passeios (cruzeiros e outros) 794.42 €

Cultura (museus, parques, circuitos turisticos, etc.) 186.50€ – Acidentes 0 – Avarias 0 – Furos 0 – Mudanças de óleo 1 (na Suécia 80 €)

Valores de alimentação e diversos (prendas, recordações etc.) não estão consignados nas despesas atrás descritas mas têm um valor considerável no seu conjunto.

Conclusão: Uma viagem fantástica, podem crer, que jamais imaginámos levar a cabo, mas o homem põe, e Deus dispõe.

Sejam Felizes!

Para ver algumas imagens clicar no endereço do FLICKR

Anúncios

0 Responses to “Nordkapp… Ilhas Lofoten… o regresso…”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: