29
Jan
09

Porquê “Dopar” o seu frigorifico (1ª parte)

A questão é sempre a mesma: A gás ou seleccionado a 220V tudo bem; mas, quando se passa para 12V!…
Após anos de uso, o discurso é sempre o mesmo: Nos bons dias tudo bem; mas, quando o calor aperta os nossos queridos frigorificos de absorção (90% montados em autocaravanas) recusam-se à sua operacionalidade.
Respondem os técnicos da Electrolux, que em face dos testes praticados e das condoções normais de aprovisionamento hierárquica e qualitativa das energias utilizadas, podemos concluir, que o melhor funcionamento se encontra na utilização de 220V, seguindo-se 12V e por último o gás. A Electrolux para calcular o rendimento de um frigorífico utiliza a seguinte fórmula: delta T que exprime a diferença de temperatura entre o interior e o exterior do frigorífico.
Qualquer que seja a energia utilizada, a variação de temperatura é sempre a mesma: Assim, consideram-se 28ºC para o refrigerador e 43ºC para o congelador. (Estes números são aplicados a um frgorífico de 103 litros, e são sensivelmente os mesmos para todos os tipos.).
Se a temperatura exterior é de 35ºC podemos concluir através de delta T que a temperatura no interior do refrigerador é de 7ºC (35-28=7) e no congelador é de -8ºC (35-43=-8). Estas diferenças de temperatura são importantes para referenciar o “bom” ou “mau” frigorífico.
Porquê o funcionamento a 12V é tão deficiente?
Em princípio, podemos atribuir este mau funcionamento a duas causas:
-Uma má ventilação
-Cablagem de alimentação (tipo de fio) mal calculada pelo fabricante da célula.
Os cabos utilizados para 12V são de secção forte o que os torna mais caros. Embora não devesse acontecer, no entanto, é motivo mais do que suficiente para alguns fabricantes reduzirem a secção dos mesmos originando, uma descida de rendimento por vezes drástica para o utilizador.
Os técnicos recomendam que sejam utilizados fios com uma secção de 6mm2 para um comprimento até 6 metros e de 10 mm2 para todas as situações onde sejam ultrapassados os 7 metros. Para um bom rendimento não hesite em utilizar fios de secção que lhe dê a segurança da não existência de sobreaquecimento e as consequências que dai advêm.
Para controlar a boa refrigeração do vosso frigorífico e em especial com o motor em marcha, seleccionar 12V. O sistema AES deixa de funcionar logo que a tensão seja igual 11,5V.

Anúncios

0 Responses to “Porquê “Dopar” o seu frigorifico (1ª parte)”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: